A importância em manter a gestão administrativa em sintonia com a contabilidade

gestão empresarial - Empresas contam como lucraram com a mudança de suas gestões

Você está em dia com a contabilidade da sua empresa? Seu balanço patrimonial de fato representa o momento que o empreendimento está vivendo? Se a resposta para qualquer uma das duas perguntas foi não, então, provavelmente, você está em apuros.

Confira abaixo como e por que manter a contabilidade da organização alinhada à gestão e não deixe sua empresa entrar para a estatística da taxa de mortalidade das pequenas e médias empresas.

Por que é necessário?

 

A gestão administrativa e a contabilidade devem andar de mãos dadas sempre, afinal, a contabilidade é a ferramenta que você, gestor, terá para mostrar a terceiros que sua empresa de fato funciona. Ela é usada para retratar o momento financeiro pelo qual a organização está passando, e não utilizá-la na administração do negócio significa que ele estará caminhando às cegas, com riscos de cair ou se deparar com um grande obstáculo a qualquer momento.

Como fazê-lo?

 

Infelizmente, muitos gestores pecam ao achar que somente alguns dados são relevantes para a contabilidade. Na realidade, toda entrada e saída do negócio deve ser contabilizada, desde a compra de clips de papel até edifícios.

Para fazer isso de forma fácil e eficaz, é aconselhável a contratação de um serviço profissional, assim, o gestor só terá o trabalho de arquivar todas as notas fiscais, holerites e duplicatas que a empresa emitir ou receber e, depois disso, enviá-las para a contabilidade e buscar seu balancete pronto em alguns dias.

Quais as vantagens?

 

Sintonizar sua gestão administrativa com a contabilidade do empreendimento não é apenas necessário, mas traz também algumas vantagens. Veja algumas delas a seguir:

Conseguir financiamentos

Primeiramente, caso o gestor necessite ou opte por um financiamento, nenhuma instituição financeira o fará sem que seja apresentado, no mínimo, um balanço patrimonial. E, nesse caso, um balanço mal elaborado — que não possua informações 100% verídicas sobre a organização — de nada valerá à instituição financeira.

 

Prestar contas a terceiros

Um balanço bem elaborado garante transparência nas informações empresariais ao ser apresentado a sócios ou investidores, de forma que será possível mostrar a real situação da empresa, como andam os lucros e se a organização é de fato viável.

 

Tomar decisões com embasamento

Toda tomada de decisão da gestão deve envolver planejamento (em especial planejamento financeiro), e uma das ferramentas mais poderosas para isso é o balanço patrimonial.

Mas para que a decisão seja cuidadosamente estudada, ela precisa se basear em fatos reais, ou seja, de nada adianta um balanço feito pela metade ou faltando informações. Para que ele seja fiel à realidade, é necessário que toda a papelada referente a gastos ou entradas de capital sejam enviadas à contabilidade para que esta possa fazer seu serviço com excelência e fornecer tudo o que o gestor precisa.

 

Quais são as consequências de não enviar todos os papéis?

 

Se a empresa deixar de enviar alguns holerites para a contabilidade e a mesma acaba por entregar um balanço superavitário quando, na verdade, seria deficitário, a organização acreditará que está funcionando bem e não saberá que, na realidade, deveria tomar alguma atitude para mudar sua situação. A empresa estará funcionando, mas perdendo dinheiro e, o que é ainda pior, acreditando que está tudo indo bem.

O serviço de uma contabilidade é extremamente útil para um gestor, tanto para organização quanto para colher informações sobre a situação e o desenvolvimento dos negócios, afinal, é imprescindível que ele mantenha o controle sobre suas despesas e receitas a fim de ter bases sólidas para as tomadas de decisões do dia a dia.

E você, como anda o seu setor de contabilidade? A gestão administrativa da sua empresa está levando em consideração os relatórios daquele departamento?

Fonte

About The Author

Renan Ferreira

Renan Ferreira é Analista de Negócios na Bluesoft ERP. Formado em Ciências Contábeis e atualmente está cursando MBA em Gestão Tributária pelo IBPT. Tem mais de dez anos de experiência na legislação brasileira e em desenvolvimento de softwares tributários.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquisar

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
Filtrar por Categorias
artigo-compras-vendas
artigo-estoque
artigo-financeiro
artigo-gestao
artigo-tributario
Artigos
Papo de Negócios
Sistema
Videos

Conteúdo Vip





Categorias

Conheça também!

BLuesoft ERP