O fluxo de Caixa tem como objetivo medir a movimentação do dinheiro controlando todas as entradas e saídas, além de permitir fazer projeções futuras e assim fazer o planejamento financeiro. Para garantir um Fluxo de Caixa positivo e obter lucro, é necessário ter um valor de receita superior ao valor das despesas.

O índice que mostra qual o valor de receita necessária para manter o fluxo positivo é chamado Ponto de Equilíbrio.

O Ponto de Equilíbrio é, acima de tudo, um indicador de segurança, pois ele mostra o quanto é necessário vender para garantir o pagamento das despesas, mantendo assim a continuidade do negócio. Além disso, o Ponto de Equilíbrio também indica em qual momento a empresa passa a obter lucro.

O Ponto de Equilibrio do Fluxo de Caixa é calculado da seguinte maneira:

Sendo que a Margem de Contribuição = Receita – Custo Variável

 

Tomando como exemplo uma situação onde o custo fixo do período foi de R$ 25.000,00 reais e a margem de contribuição foi de R$ 40.000,00 reais, então temos:

Aplicando o resultado encontrado sobre o faturamento projetado, supondo o valor de R$ 300.000,00 reais, temos o seguinte resultado:

Esse resultado mostra que R$ 187.500,00 é o mínimo que a empresa precisa vender no período para evitar o prejuízo.

Quanto menor for esse índice, melhor, pois mostra que não é necessário um volume muito grande de vendas para garantir o lucro, além de indicar que o negócio é mais rentável.

Portanto, o Ponto de Equilíbrio é o indicador que busca a harmonia entre as vendas e os custos. O uso de um bom software de gestão poderá auxiliar neste controle, tornando-o mais rápido e preciso através de processos automatizados.

Gleycielle Souza

Analista de Negócios – Financeiro