Custos são inevitáveis em qualquer negócio. Ao contrário dos gastos, eles não devem ser vistos como algo negativo ou prejudicial, uma vez são necessários para manter a continuidade do negócio e trazem retornos à empresa. Porém, se não forem controlados devidamente eles podem se tornar maiores do que o esperado, consumindo um capital desnecessário.
Realizar o corte de custos, no entanto, exige um cuidado especial levando em consideração os custos fixos e variáveis, para que os cortes possam maximizar os lucros sem afetar a integridade do negócio.

Custos Fixos

Os custos fixos são aqueles que não sofrem alterações de valores pelo volume de produção ou vendas, como por exemplo: aluguel, condomínio, folha de pagamento, entre outros.

Custos Variáveis

Os custos variáveis, por sua vez, tem seus valores diretamente ligados ao volume de produção ou vendas, como por exemplo: compra de matéria-prima, impostos, comissões de vendedores, etc.

Como cortar Custos?

O primeiro passo para realizar um corte de custo eficiente é conhecê-los a fundo. Faça um levantamento de todos os custos classificando-os conforme seu grau de relevância e separando os fixos dos variáveis. Nenhum custo deve ficar de fora!
Uma vez que todos os custos sejam identificados, é preciso entender que não existe uma fórmula mágica para cortes que possa ser aplicada a todos os tipos de custos. É preciso analisar cada um separadamente e utilizar métodos como:

Uso Consciente

Essa é a forma mais simples de reduzir custos como energia elétrica, água, etc. Estimule os funcionários a apagarem as luzes ao saírem de ambientes, desligar monitores quando não estão sendo usados, etc. Procure também manter a manutenção em dia para evitar vazamentos ou até mesmo analisar a possibilidade de adotar sistemas de reaproveitamento de água.

Negocie Sempre

A negociação é a melhor maneira de reduzir o custo do que é realmente necessário. Procure opções que realmente se adequem as necessidades da empresa, evitando assim pagar por algo que não é utilizado. O que é muito comum especialmente em planos de telefonia e internet.
No caso da compra de mercadoria, após escolher o fornecedor mais adequado, procure negociar também os prazos e condições de pagamento mais favoráveis. Para isso, considere também o seu relatório de Fluxo de Caixa.

Pesquise!

Uma simples pesquisa pode garantir o corte de diversos custos fixos e variáveis. A procura por fornecedores ou prestadores de serviço que ofereçam as melhores condições e a comparação de preços contribuem para evitar gastos desnecessários pagando um valor maior do que poderia ser pago. Aliando este recurso à negociação, é possível ter a certeza do melhor negócio para a empresa.

Faça uma boa gestão dos recursos

É preciso ter em mente que garantir apenas a melhor condição de compra não é o suficiente para evitar gastos indevidos. É preciso também garantir o melhor aproveitamento dos recursos. Um exemplo disso é a boa gestão do estoque, uma vez que se forem adquiridos mais produtos do que o necessário, eles podem ficar muito tempo parados no estoque ou até mesmo perder a validade, o que pode gerar prejuízos.

Tenha um bom controle e organização

A falta de um controle adequado e de uma boa organização podem acabar gerando um aumento de custos desnecessários, como por exemplo: deixar de pagar contas na data de vencimento, gerando juros e multas que poderiam ser evitados. Falta de controle em relação a impostos e outros obrigatoriedades, falta de planejamento do Fluxo de Caixa, entre outros.
Para ajudar neste ponto, procure utilizar um bom sistema de gestão. Que proporciona o controle automático de custos e despesas bem como a integração entre diversos setores da empresa, facilitando também a organização.

 

O Bluesoft ERP atende hoje a todas as necessidades para facilitar a sua gestão financeira. Permitindo um controle simples dos custos fixos e variáveis e auxiliando a identificar e eliminar gastos desnecessários e assim maximizar os lucros. Além disso, a Bluesoft também oferece a seus clientes o Bluesoft Intelligence que gera diversos tipos de dashboards de visão estratégica, capazes de oferecer embasamento para os planejamentos e tomadas de decisões pelos gestores de forma dinâmica e analítica.

Veja também o nosso Papo Express sobre diferenças entre Despesas Fixas e Variáveis:

Gleycielle Souza

Analista de Negócios – Financeiro