Sabemos que em qualquer ramo de negócio, não há empresa que gere receitas sem gerar gastos. Esses gastos podem ser classificados entre: Custos, Despesas e Perdas. Porém você sabe como diferencia-los?

Entenda agora a diferença entre cada um deles e obtenha sucesso na sua gestão financeira:

Custos

Custos são os gastos necessários para fornecer um produto ou um serviço ao cliente. Podendo ser a compra de mercadorias para estoque, produção ou até mesmo pagamento de mão-de-obra. Os custos podem ser ainda divididos entre: custos diretos ou indiretos.

  • Custos Diretos: são os custos diretamente ligados aos produtos, tais como: compra de mercadoria, frete, entre outros;
  • Custos Indiretos: custos que são necessários para obter produtos porém não estão diretamente relacionados, tornando mais difícil a identificação desses custos. Como por exemplo: pagamento de funcionários, custo de energia elétrica para produção, custo de armazenagem, etc.

 

Despesas

As despesas estão ligadas a gastos relacionados à área administrativa da empresa, tais como aluguel, pró-labore, impostos, marketing, entre outros. As despesas também podem ser divididas entre: despesas fixas ou despesas variáveis.

  • Despesas Fixas: são aquelas que não sofrem alterações de valor conforme o volume de venda, por exemplo: aluguel.
  • Despesas Variáveis: são despesas que podem aumentar ou diminuir de valor conforme o volume de venda do período, tais como: impostos sobre as vendas, comissões, etc.

 

Perdas

As perdas são gastos que não foram previstos e não oferecem nenhum retorno para a empresa, como por exemplo: problemas técnicos com equipamentos, acidentes, produtos vencidos em estoque, produtos com defeitos, etc.

 

Os custos e despesas não devem ser vistos como algo negativo para a empresa, tratam-se de investimentos necessários para trazer receitas. Já as perdas, por outro lado, devem ser evitadas o máximo possível, pois estas geram prejuízos.

O controle correto dos custos e despesas é algo de extrema importância, pois permite identificar e eliminar perdas, além de tornar possível saber o valor exato do faturamento líquido obtido com a venda de um determinado produto e até mesmo avaliar a viabilidade da produção ou venda do produto em questão.

Uma boa ferramenta para auxiliar nesse controle é o uso de Centros de Resultados, que permitem até mesmo fazer o rateio dos custos e despesas, identificando os valores mais detalhadamente proporcionando um resultado com maior precisão.