Para aqueles que não são do ramo supermercadista, o termo armazenagem é o simples ato de guardar matérias ou mercadorias de um armazém. Mas os que trabalham com isso, a visão é um pouco mais completa, vai além de guardar itens dentro de um depósito.

Armazenagem é a denominação genérica e ampla que inclui todas as atividades de um ponto destinado à guarda temporária e à distribuição de materiais (depósitos, almoxarifados, centros de distribuição, etc.). E estocagem é uma das atividades do fluxo de materiais no armazém e o ponto destinado à locação estática dos materiais.

Dentro de um armazém podem existir vários pontos de estocagem, ou seja, a estocagem é uma parte da armazenagem.

É necessário perceber que existem diferenças entre as funções da armazenagem e as de um armazém. A armazenagem consiste em receber os materiais, estocá-los e expedi-los quando solicitado e o armazém é o local e a estrutura disponível para a armazenagem.

Segundo Reinaldo A. Moura, O propósito de qualquer armazém é fornecer o material certo, na quantidade certa, no lugar certo e no momento certo.

Podemos destacar algumas funções importantes quanto a armazenagem:

  • Aproveitar o máximo do espaço
  • Acesso fácil a todos os itens
  • Técnicas de endereçamento de estoque
  • Operadores logísticos treinados
  • Métodos de controle de estoque como FIFO
  • Técnicas de paletização
  • Tecnologia como computadores, scanners de mão e outros hardwares

Além de abranger a circulação e preservação de materiais, a armazenagem visa agilizar a entrega de produtos para os clientes, reduzir os desperdícios de tempo e de uso do espaço e, desta maneira, aumentar os lucros da empresa.

Historicamente o termo armazenagem foi empregado somente há alguns anos, referenciados por volta de 1953. Anteriormente era chamado de almoxarifado.

No final da década de 1960, empresas de grande porte nos Estados Unidos deram importância ao controle de material. Na década de 70 cresceram os armazéns e na década 80 surgiu a filosofia de estoque zero, o conceito Toyota para controle de inventário. Até um pouco antes do final da primeira guerra mundial o método de movimentação de materiais mais comum nos armazéns era manual.

O Bluesoft possui môdulos onde é possível fazer o cadastro de Endereçamento Logístico do produto, fazer o controle de estoque atráves do Operador LogísticoCentro de Distribuição e ou Locais de Estoques.

Para saber mais sobre os módulos que o sistema Bluesoft disponibiliza, acesse o nosso site bluesoft.com.br e agende uma demonstração.

Ricardo Machado

Analista de Negócios – Operações