Muito se fala sobre alavancagem operacional, mas ainda há muita confusão sobre o tema. Por isso, queremos explicar nesse post:

  • O que é a Alavancagem Operacional;
  • Como é calculado o GAO, ou Grau de Alavancagem Operacional;
  • Alguns tipos de GAO;
  • O uso do GAO na administração;
  • E muito mais!

Ficou interessado em aprender sobre estes temas? Então vamos lá:

O que é Alavancagem Operacional?

A Alavancagem Operacional é medida pela proporção dos custos fixos em relação aos custos variáveis. Podemos dizer que, para produtos com alta alavancagem operacional, pequenas alterações no volume de vendas irão resultar em grandes mudanças nos lucros.

Em outras palavras, a Alavancagem operacional ocorre quando há determinado crescimento nas vendas que provoca um crescimento ainda maior no lucro bruto de uma empresa.

Isso, porque os custos fixos são distribuídos pelo volume maior de vendas, fazendo com que o custo unitário de cada mercadoria seja reduzido, o que aumenta o lucro.

Na alavancagem operacional o lucro da empresa varia de acordo com o volume de vendas realizadas. Por outro lado, isso expõe o risco operacional do negócio.

Quer entender melhor o que é Alavancagem operacional? A operação do varejo é ótima para isso!

Pense nos custos fixos da operação de uma loja, como por exemplo, aluguel, contas de luz e água, gastos com funcionários e etc. Estas despesas são fixas no mês. Porém, quando o varejista vende mais, estes custos não se alteram, o que possibilita um lucro maior.

Como é o Cálculo do Grau de Alavancagem Operacional?

Imagine que, para determinado produto temos as seguintes variáveis: Custos Fixos total, Despesas Variáveis e Valor de venda para cada unidade. Sendo os valores:

  • Custo Fixo total: R$ 90.000,00
  • Despesas Variáveis por unidade: R$ 5,00
  • Valor de venda por Unidade: R$ 25,00

Agora, com os dados acima, vamos calcular o Lucro Bruto baseado em uma venda de 10.000 unidades no período:

+ Valor de venda por Unidade: R$ 25,00 x 10.000 unidades = R$ 250.000,00

– Despesas Variáveis por unidade: R$ 5,00 x 10.000 unidades = R$ 50.000,00

– Custo Fisco Total: R$ 90.000,00

Resultado = 250.000,00 – 50.000,00 – 90.000,00 = R$ 110.000,00

Agora sim, vamos ao GAO

Agora, para checar no GAO, imagine que sobre as 10.000 unidades houve um aumento de 10% nas vendas, vendemos 11.000 unidades. Então vamos ao cálculo:

+ Valor de venda por Unidade: R$ 25,00 x 11.000 unidades = R$ 275.000,00

– Despesas Variáveis por unidade: R$ 5,00 x 11.000 unidades = R$ 55.000,00

– Custo Fisco Total: R$ 90.000,00

Resultado = 275.000,00 – 55.000,00 – 90.000,00 = R$ 130.000,00

OBS: veja que o Custo Fixo se manteve e aumentou o custo variável, pois é por unidade.

Veja que com a venda de 10.000 tivemos um resultado de 110.000,00 e com o aumento de 10% nas vendas. Assim, o resultado foi de 130.000,00, uma diferença de 20.000,00 com um aumento de 18.18%.

Sendo assim, a cada 10% no aumento das vendas, nosso lucro aumenta 18.18%, ou seja, então o GAO é de 1,8.

Tipos de Grau de Alavancagem Operacional

Veja abaixo alguns tipos de Grau de Alavancagem Operacional:

Grau de alavancagem negativa: Quando há um aumento na receita bruta, porém uma redução no resultado operacional. Os motivos para isso podem ser: margem de contribuição negativa ou crescimento de receita bruta acompanhado por crescimento de despesas fixas.

Grau de alavancagem modesta: Quando a empresa roda no vermelho e seus custos fixos estão acima do dobro da margem de contribuição. Nessa situação, aumentar a receita bruta em x% ajuda a reduzir o prejuízo porém, em uma porcentagem menor.

Grau de alavancagem em equilíbrio: Quando a empresa roda no vermelho e seus custos fixos são exatamente o dobro da margem de contribuição. Nessa situação, aumentar a receita bruta em x% ajuda a reduzir o prejuízo porém, na mesma proporção.

Grau de alavancagem operacional: Representa a situação mais comum, ou seja, quando há crescimento ou redução da receita bruta em x%, isso resulta em crescimento ou redução  do resultado operacional em um percentual sempre maior.

Qual a importância da alavancagem operacional?

Com o grau de alavancagem operacional os gestores são auxiliados na tomada de decisões no processo de análise gerencial da relação custo, volume e lucro. Isso, pois auxilia no processo de formulação de preços, custo, mercado e lucro.

Com o GAO, é possível saber o quanto é preciso vender para atingir determinado lucro e até mesmo definir os custos fixos e variáveis para empenhar esforços a realizar vendas necessárias para atingir o ponto de equilíbrio. A partir daí, nas vendas superiores ter o lucro aumentado, sem se preocupar com os custos fixos, tornando o resultado além mais líquido.

Em resumo, com os dados da alavancagem operacional, os gestores conseguem tomar decisões melhores, pois está claro a relação entre custo, volume e lucro.

Conclusão

Geralmente, promover a alavancagem operacional de uma empresa é uma boa pedida. Porém, é preciso atenção em todas as possíveis consequências. Toda decisão deve estar alinhada com o momento da empresa e seu modelo de negócios.

A saúde financeira e operacional do negócio está na qualidade destes números e análises. Por isso, uma ferramenta que pode ajudar muito essa atividade é um software de gestão empresarial, como o Bluesoft ERP.

Que tal ficar por dentro dos últimos conteúdos da Bluesoft? Então inscreva-se em nossa newsletter no canto superior direito desta página.