efeito-de alavancagem-e-lote

Queremos nesse post explicar o que é a Alavancagem Operacional, como é calculado o GAO (Grau de Alavancagem Operacional), alguns tipos de GAO e o uso dele na administração.

Então vamos lá..

A Alavancagem Operacional é medida pela proporção dos custos fixos em relação aos custos variáveis. Podemos dizer que para produtos com alta alavancagem operacional, pequenas alterações no volume de vendas irão resultar em grandes mudanças nos lucros.


Cálculo 

Imagine que para um determinado produto temos os seguintes Custos Fixos total,  Despesas Variáveis e Valor de venda para cada unidade:

– Custo Fixo total: R$ 90.000,00

– Despesas Variáveis por unidade: R$ 5,00

– Valor de venda por Unidade: R$ 25,00


Agora com os dados acima, vamos calcular o Lucro Bruto baseados em uma venda no período de 10.000 unidade:

+ Valor de venda por Unidade: R$ 25,00 x 10.000 unidades = R$ 250.000,00

– Despesas Variáveis por unidade: R$ 5,00 x 10.000 unidades = R$ 50.000,00

– Custo Fisco Total: R$ 90.000,00

Resultado = 250.000,00 – 50.000,00 – 90.000,00 = R$ 110.000,00


Agora para checar no GAO, imagine que sobre as 10.000 unidades houve um aumento de 10% nas vendas, vendemos 11.000 unidades, vamos ao cálculo:

+ Valor de venda por Unidade: R$ 25,00 x 11.000 unidades = R$ 275.000,00

– Despesas Variáveis por unidade: R$ 5,00 x 11.000 unidades = R$ 55.000,00

– Custo Fisco Total: R$ 90.000,00

Resultado = 275.000,00 – 55.000,00 – 90.000,00 = R$ 130.000,00

OBS: veja que o Custo Fixo se manteve, e aumentou o custo variável, pois é por unidade.


Veja que com a venda de 10.000 tivemos um resultado de 110.000,00 e com o aumento de 10% nas vendas, o resultado foi de 130.000,00, uma diferença de 20.000,00 com um aumento de 18.18%.

Então a cada 10% no aumento das vendas, nosso lucro aumenta 18.18%, então no GAO é de 1,8.


img_factoring1

Tipos de Alavancagem Operacional

Veja abaixo alguns tipos de GAO:

Grau de alavancagem negativa: ocorre quando um aumento na receita bruta provoca uma queda no resultado operacional. Isso acontece nas seguintes situações: a margem de contribuição é negativa ou o crescimento da receita bruta é acompanhado pelo aumento das despesas fixas.

Grau de alavancagem modesta: é registrado quando a empresa opera no prejuízo e quando os seus custos fixos estão acima do dobro da margem de contribuição. Nesse caso, um aumento na receita bruta de x% colabora para diminuir o prejuízo mas, em uma percentagem menor.

Grau de alavancagem em equilíbrio:
ocorre quando a empresa opera no prejuízo e quando os seus custos fixos são exatamente o dobro da margem de contribuição. Nesses casos, um aumento na receita bruta de x% colabora para diminuir o prejuízo, na mesma proporção.

Grau de alavancagem operacional:
é o que ocorre na maioria dos casos, ou seja, um aumento ou uma diminuição da receita bruta x% gera um aumento ou uma diminuição do resultado operacional num percentual sempre maior.

Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO

 

Importância 

Com o grau de alavancagem operacional os gestores são auxiliados na tomada de decisões no processo de análise gerencial da relação custo, volume e lucro, pois auxilia no processo de formulação de preços, custo, mercado e lucro. Com o GAO, é possível saber o quanto é preciso vender para atingir determinado lucro, e até mesmo conseguir definir os custos fixos e variáveis para empenhar esforços a realizar vendas necessárias para atingir o ponto de equilíbrio, e a partir dai nas vendas superiores ter o lucro aumentado com cada venda, sem se preocupar com os custos fixos, tornando o resultado das vendas além mais líquido.

Esperamos ter colaborado com este post, fique a vontade para comentar ou discutir sobre o assunto.

Renan Ferreira 

Analista de Negócios – Tributário