Um bom controle de estoque tem se tornado uma ótima vantagem competitiva, garantindo vendas e uma boa operação. Nesse contexto, conhecer o que é WMS é crucial para uma operação assertiva e confiável de gestão de estoque.

Quer descobrir o que é WMS e suas implicações no controle de estoque? Então continue lendo.

Afinal, o que é WMS?

WMS é a sigla para Warehouse Management System ou Sistema de Gerenciamento de Armazém, em português. Este sistema tem como objetivo gerenciar as ações, equipes e informações dentro de armazéns e centros de distribuição (CD).

Essa tecnologia é fundamental para o fluxo de materiais e informações administrativas no processo de controle de estoque. Ou seja, o WMS também desempenha um papel importante na administração de estoque.

O WMS é crucial para a cadeia de suprimentos e funciona como um banco de dados que registra todas as movimentações do estoque. Assim, há mais confiança em atividades que antes eram desempenhadas manualmente ou com planilhas.

Como funciona o WMS?

O grande diferencial do WMS é a identificação precisa dos itens que compõem um estoque. Isso, através de mecanismos tecnológicos, por exemplo, leitura de código de barras, etiquetas, RFID e sensores. E o melhor: tudo isso em tempo real.

Outro grande aliado do WMS são dispositivos móveis com aplicativos para gestão de estoque ou mesmo coletores de dados específicos.

Com o WMS, os ganhos para as empresas são vários. Porém destacamos ganho operacional, otimização do armazenamento e redução nos estoques. Lembrando que estoque é custo 😉

Como o WMS impacta o controle de estoque?

Há vários processos e atividades dentro do controle de estoque que são impactados positivamente com o WMS. Como por exemplo:

  • Recebimento de mercadorias;
  • Armazenagem;
  • Abastecimento de prateleiras e ressuprimento;
  • Movimentação e expedição;
  • Separação de mercadorias (Picking);
  • Movimentação de Paletes;
  • Inventário de estoque;
  • Processamento de pedidos;
  • Gestão de trocas e devoluções;
  • Crossdocking;
  • Geração de relatórios;
  • Previsão de demanda;
  • E muito mais!

Não é exagero dizer que o WMS traz um enorme ganho e redução de custos operacionais para a empresa que o adota.

Mais controle e confiança para seu estoque

Com certeza, a adoção de Sistemas de Gestão empresarial e WMS é essencial para alcançar uma operação bem-sucedida com prevenção de perdas. Mitigando assim, problemas clássicos como rupturas de estoque e perdas de vendas.

O Sistema Bluesoft, por exemplo, tem um módulo de gestão de estoque completo. Dentre as funcionalidades, você encontra: Inventário de estoque, gestão de endereçamento logístico, gerenciamento de datas de validade e lotes e muito mais!

No Bluesoft ERP, o WMS permite trabalhar com entrada de mercadoria e distribuição para lojas usando endereçamento logístico do armazém e paletes (inclusive impressão).

Conclusão

Vale reforçar que muitos WMS têm interface com ERPs, Planejamento de Recursos da Empresa (MRP) ou outros tipos de softwares de gestão. Escolha o tipo que mais se adere ao seu modelo de negócios e momento atual da empresa.

Seja como for, quando operando corretamente o WMS tema fazer muito pela operação do seu negócio!

Que tal ficar por dentro dos últimos conteúdos da Bluesoft? Então inscreva-se em nossa newsletter no canto superior direito desta página.